ENFERMOS

Pastoral dos Enfermos

Os Enfermos, que no Antigo Testamento eram considerados pecadores, no Novo Testamento adquirem espaço de especial atenção. Jesus Cristo nos revela um Pai rico em misericórdia, que nos tem como filhos e filhas muito amados, chamados a viver em comunhão com Ele e entre nós, no amor e na solidariedade, numa relação em que os mais necessitados de ajuda merecem a compaixão que lhes é expressa por meio de um amoroso serviço (1Jo 3,16. 19-20). Constitui-se uma Verdade sobre a revelação de Deus em nossa vida e de seu desígnio de salvação, que podemos encontrar nos relatos de fé dos Evangelhos e dos Atos dos Apóstolos. E, à exemplo de Jesus Cristo, o bom pastor, e dos Seus Apóstolos, somos também chamados à missão em favor dos doentes (cf. Mt 9,12).

Com muita dedicação, a Pastoral dos Enfermos procura seguir as orientações do Concílio Vaticano II, com relação à participação dos leigos na vida da Igreja e da CNBB, procurando atender aos enfermos em suas necessidades humanitárias fisiológicas, psíquicas e espirituais. Procura evangelizar e acolher com amor fraterno, para que possam unir-se ao Cristo padecente, santificando a doença com a oração da qual haurem a fortaleza de ânimo para suportar as dores e oferecendo o alimento da Eucaristia.

A Pastoral dos Enfermos da nossa paróquia está sempre à procura de agentes voluntários que se sentem chamados à missão de cristãos, como comunidade viva e unida, em auxílio aos irmãos mais necessitados de ajuda.

Aos que necessitam de atendimento aos doentes, seja qual for a situação, a pastoral se coloca à disposição para prestar auxílio. Entre em contato com a secretaria paroquial (tel.: 2021-8003) e deixe seu recado para Marisa ou Neide.